Revista Eletrônica Estácio Saúde, Vol. 3, No 1 (2014)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR DE UM GRUPO DE IDOSOS HIPERTENSOS DO BAIRRO BELA VISTA DE SÃO JOSÉ/SC

Yara Maria Soares da Silva, Roberta Juliano Ramos, Patrícia Lovatel Acioly

Resumo


A população idosa vem crescendo a cada dia em nosso país e são diversos fatores que podem influenciar no consumo alimentar dessa população. A incidência de hipertensão arterial sistêmica tem sido maior entre os idosos e pode estar associada a fatores de riscos e danos a saúde. A presente pesquisa caracteriza-se como transversal descritiva com abordagem quali-quantitativa. Realizada no segundo semestre de 2013, com o objetivo de avaliar o consumo de alimentos ricos em sódio de um grupo de idosos hipertensos do bairro Bela Vista de São José/SC. A amostra foi composta por 30 idosos hipertensos de ambos os sexos e que frequentam o grupo de convivência Girassol. O instrumento utilizado para a coleta dos dados foram os questionários: sociodemográfico, estilo de vida e de frequência de consumo alimentar (QFA). Além disso, foram coletados dados antropométricos como estatura, peso e índice de massa corporal (IMC) para avaliação do estado nutricional dos idosos. Da amostra 66,7% dos idosos apresentam sobrepeso de acordo com o IMC e 60% não praticam atividade física regularmente. Já 80% são brancos, o que significa que possuem maior predisposição para doenças cardiovasculares. Os idosos mostraram preferência por alimentos gordurosos, sendo que 66,7% consomem leite integral e 56,6% manteiga com sal diariamente. Não houve relatos de consumo diário de alimentos ricos em sódio por 60% dos idosos, porém os mesmos estão presentes na alimentação dos pesquisados. Conclui-se que se faz necessário a atuação do nutricionista junto a este público, pois falta aos idosos mais conhecimentos sobre o tema.


Texto Completo: PDF

Resultado de imagem para latindex