Revista Eletrônica Estácio Saúde, Vol. 5, No 2 (2016)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

STAPHYLOCOCCUS AUREUS RESISTENTES À METICILINA NO HOSPITAL DE EMERGÊNCIAS DE MACAPÁ/AP/BRASIL

Alessandro Ferreira da Silva, Claude Porcy

Resumo


Este trabalho teve como objetivo avaliar a incidência de Staphylococcus aureus resistente à Meticilina, no Hospital de Emergências de Macapá no Amapá, em 2015. O presente estudo é uma pesquisa documental, descritiva e retrospectiva. No ano de 2015, em um total de 119 amostras positivas para Staphylococcus aureus, 47(39,5%) foram amostras resistentes à Meticilina e 72(60,5%) foram os casos sensíveis à Meticilina. Concluímos que o uso indiscriminado de antibióticos é um fator preponderante para o crescimento desordenado do número de casos de Staphylococcus aureus resistentes à Meticilina. Outras medidas preventivas refletem na diminuição desta problemática, como a prática da lavagem das mãos, a fim de minimizar a transmissão do microrganismo entre profissionais e pacientes, uma prática que reduziria consideravelmente o número de infecções bacterianas no ambiente hospitalar.Descritores: Staphylococcus aureus; Resistência a medicamentos; Infecções bacterianas.

Texto Completo: PDF

Resultado de imagem para latindex