Referências em Saúde da Faculdade Estácio de Sá de Goiás - RRS-FESGO, Vol. 3, No 1 (2020)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Avaliação do consumo alimentar em pacientes com diagnóstico de depressão e/ou ansiedade

Alessandra da Silva Freitas Araújo, Ingryd Nathália Urbano Vieira, Jessica Nayara Fernandes da Silva, Suely Pereira de Faria, Graciele Lorenzoni Nunes, Adibe Georges Khouri, Álvaro Paulo Silva Souza, Mariana Cristina de Morais, Alexsander Augusto da Silveira

Resumo


O transtorno de ansiedade e depressão atinge porvolta de 300 milhões de pessoas no mundo,originando um grande problema de saúde pública,sendo uma das principais causas de morte porsuicídio. A ansiedade é um estado emocionalcaraterizado por sentimento de medo, tensão eapreensão sobre algo que seja estranho ourelacionado ao futuro. Uma correta alimentação,com nutrientes adequados estão relacionados com aprodução de biomoléculas e neurotransmissores. Afalta destes nutrientes, como vitaminas do complexoB, vitamina D, o aminoácido triptofano, o mineralmagnésio, e os ácidos graxos ômega 3 e 6, podemcolaborar para o desenvolvimento da fisiopatologiadessas doenças .O objetivo deste estudo é buscarrelacionar as bases alimentares e alguns nutrientesimprescindíveis na biossíntese de moléculasassociadas ao quadro de depressão e ansiedade. Foirealizado um estudo no Serviço de PsicologiaAplicada (SPA) de uma Instituição de EnsinoSuperior (IES), com aplicação de questionários empacientes com diagnóstico para depressão e/ouansiedade. Os dados obtidos relatam a ausência daqualidade da dieta dos pacientes em tratamento,bem como os nutrientes são de suma importânciapara o reestabelecimento integral das pessoasacometidas por esses transtornos. Espera-se queeste estudo auxilie no estudo de casos clínicos,possibilitando aos profissionais, ofertar umatendimento mais qualificado, tendo em vista que éexpressivo o número de casos de pessoas comdepressão e ansiedade no Brasil e no mundo.

Texto Completo: PDF

Todas-as-logos-Copia
contador de acesso