HÓRUS, Vol. 13, No 1 (2018)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Incontinência Urinária em pessoas com Esclerose Múltipla: estudo transversal

Michelle Morreira Abujamra Fillis, Maria Isabel Milhorini Teixeira, Noemy Ferreira de Castro, Heloisa Galdino Gumieiro Ribeiro, Viviane de Souza Pinho e Costa, Vinícius Aparecido Yoshio Ossada

Resumo


Introdução: A Esclerose Múltipla (EM) é uma doença crônica e de natureza autoimune caracterizada por inflamação multifocal, desmielinização, gliose e perda de células neuronais encefálicas e medulares, que gera alterações e disfunções em diversos sistemas do corpo, destacamos a incontinência urinária que acaba afetando a vida desses indivíduos nos aspectos físico, psicológico, sexuais, sociais e na sua profissão. Objetivo: O presente estudo teve como objetivo geral avaliar a queixa de IU em pessoas com esclerose múltipla (EM). Métodos: O estudo é do tipo transversal, onde foi avaliado o estadiamento da patologia, através da Escala Expandida do Estado de Incapacidade (EDSS), o impacto da IU pelo questionário Impacto da Incontinência Urinária (IIQ-7) e a queixa da IU pelo Inventário da Angústia Urogenital (UDI-6). Resultados: O UDI-6 e IIQ-7 permitiram que os pacientes caracterizassem a IU e indicassem o grau de impacto que IU tem em suas vidas. Neste estudo, foi identificado através do questionário UDI-6 que 72,7% dos entrevistados apresentaram sintomas de IU e destes 87,5% sentiamse incomodados com os sintomas da IU. Comparações realizadas entre UDI-6 score e a EDSS revelam uma correlação positiva fraca ρ= 0,35 (p=0,28), e quanto ao questionário IIQ7 e a EDSS obtivemos uma correlação positiva moderada ρ = 0,62 (p=0,03). Conclusão: Concluiu-se que a IU é um sintoma de grande prevalência na EM, independentemente do tipo de incontinência e de sua manifestação, verificou-se que quanto maior a incapacidade funcional do paciente maior será o impacto da IU em suas atividades, relacionamentos e sentimentos.

Texto Completo: PDF

Revista Horus - ISSN: 1679-9267 - endereço eletrônico: horus@estacio.br