HÓRUS, Vol. 13, No 1 (2018)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL SUBSIDIANDO O DESEMPENHO MACROERGONÔMICO HOLÍSTICO: ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DO RAMO PETROLÍFERO

Marcelo Prado Sucena, Bruno Paes Soares, Camilla Felipe Santana Freitas, Monique Cruz Lopes, Ranna Elisa Silva Lacombe

Resumo


Este trabalho tem como objetivo principal criar um modelo matemático utilizando os preceitos da Inteligência Artificial, com a finalidade de avaliar sistemicamente a relação homem-organização. Desenvolveu-se análise bibliográfica sobre macroergonomia para identificação de seus atributos que são utilizados como variáveis de entrada do modelo matemático. Utilizaram-se a Teoria Fuzzy e Redes Neurais Artificiais para modelagem matemática. Após o processamento dos dados de entrada o modelo gera três indicadores parciais e um final, denominado Indicador Holístico Macroergonômico (IHM), que congregará todas as variáveis de entrada do modelo. Após a implementação do modelo em Microsoft Excel foram processados os dados oriundos de um estudo de caso desenvolvido no pipeshop de uma empresa no ramo de construção de engenharia de petróleo e gás, objetivando validar o modelo. O resultado obtido demonstrou a convergência com a realidade vivida pelos colaboradores da empresa, constatando a necessidade de se realizarem melhorias que permitam melhorar condição ao trabalhador. O IHM da empresa foi de 2,98, tomando-se os extremos 0 e 10 como a pior e melhor condição, respectivamente. Destacam-se as avaliações negativas para climatização do ambiente, nível de ruído, dores musculares e qualidade da comida; e a positiva para valorização do emprego.

Texto Completo: PDF

Revista Horus - ISSN: 1679-9267 - endereço eletrônico: horus@estacio.br