HÓRUS, Vol. 9, No 1 (2014)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

ESTRESSE DA EQUIPE DE ENFERMAGEM ATUANTE NO CUIDADO NA UTI ADULTO: REVISAO INTEGRATIVA

Reinaldo dos Santos Moura, Rosane Pereira Dos Reis, Elizabete Santos Melo, Isabela Malta Maranhão, Maria do Socorro Alécio

Resumo


Este estudo objetivou descrever os elementos desencadeadores do estresse ocupacional da enfermagem atuante no cuidado nas UTI adulto, bem como propor mudanças de comportamento para preveni-lo ou minimizá-losatravés de fontes primárias. O método utilizado para o estudo foi a leitura integrativa da literatura, utilizando como base de dados: artigos do BDENF, LILACS, GOOGLE SCHOLCAR e SCIELO, publicados entre os anos de 2009 e 2013. Os resultados é que foram encontrados 14 artigos científicos e que nos mostram que é de extrema importância para o profissional de enfermagem saber destacar quais itens são desencadeadores do estresse para que assim possa reverter as situações consideradas negativas. O trabalho, em sua totalidade, é estressante, pois sempre há ao que se adaptar, seja o trabalhador ao ambiente ou o inverso. Especificamente falando sobre as UTI, essas são muito estressantes, visto que os pacientes estão em sua maioria com estado de saúde crítico. Conclui-se que este estudo evidencia que há a necessidade de criação de mais pesquisas envolvendo as características do trabalho da enfermagem e o estresse laboral no Brasil, pois as transformações do mundo moderno do trabalho são rápidas e dinâmicas, fato que pouco se nota no que se refere ao surgimento de novas patologias relacionadas ao trabalho.

Texto Completo: PDF

Revista Horus - ISSN: 1679-9267 - endereço eletrônico: horus@estacio.br