Revista Educação e Cultura Contemporânea, Vol. 11, No 25 (2014)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

A FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM SANTA CATARINA NAS PRIMEIRAS DÉCADAS DO SÉCULO XX: O CURSO NORMAL DO COLÉGIO AURORA

Ana Laura Tridapalli, Maria das Dores Daros

Resumo


É nossa intenção, neste artigo, analisar como o movimento de constituição do campo educacional brasileiro influenciou a formação de professores em Santa Catarina, e em particular o curso normal do Colégio Aurora de Caçador. Através de uma análise histórica analisaremos a trajetória da formação docente no estado de Santa Catarina, e dentro desse contexto, observaremos o processo de equiparação do Curso Normal do Colégio Aurora. Em seguida, estudaremos os saberes escolares presentes na formação de professores deste educandário. O estudo do caderno escolar de um normalista do Colégio Aurora mostra uma dicotomia que também estava posta nos diferentes projetos educacionais quanto à formação de professores: a profissionalização defendida pelo grupo dos Pioneiros da Educação e uma visão vocacional do magistério. Como fonte para este estudo, recorremos ao caderno de anotações, Regulamento Interno do Colégio, convite de formatura, discurso do orador da primeira turma de formandos; bem como periódicos da década de 1930 pesquisados na Biblioteca Pública do Estado em Florianópolis; e os relatórios da Inspetoria Estadual que estão disponíveis no Arquivo Público do Estado de Santa Catarina, também em Florianópolis.

Texto Completo: TEXTO COMPLETO PDF

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.


Revista Educação e Cultura Contemporânea 2004-2019 | Universidade Estácio de Sá
ISSN online: 2238-1279

A REEDUC encontra-se indexada nas seguintes plataformas:
DOAJ PKP Google Acadêmico Periódicos CAPES
Educ@ Latindex BEE Clase UAM Livre Livre