Puçá: Revista de Comunicação e Cultura na Amazônia, Vol. 1, No 1 (2015)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

MORADOR DE RUA: Da questão social para a questão midiática

Delano Almeida

Resumo


O presente artigo analisa o discurso constituído nas mídias em relação ao morador de rua. A partir da Análise do Discurso (A.D.), na linha de Patrick Charaudeau (2009), revela-se a imagem do sem domicílio – instituída pela sociedade – em matérias publicadas no portal de notícias Diário Online. Partindo-se de pesquisa aplicada, qualitativa e bibliográfica, apresentamos do ponto de vista sociológico, o modo de vida e as tipificações atribuídas a quem mora na rua. Também se faz um estudo da forma como as mídias corroboram as aspirações de quem detém influência política e econômica. Verifica-se o jornalismo, como servidor da sociedade, informando e defendendo os cidadãos de eventuais abusos do poder; mas que, em contrapartida, também é uma empresa e representa um poder. Como resultado, utilizando-se de blocos semânticos na análise das matérias, encontramos as representações sociais do bêbado, criminoso, sub-humano, doente mental, sujo e drogado, sendo reforçados pela imprensa.


Texto Completo: PDF

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Puçá: Revista de Comunicação e Cultura na Amazônia.

ISSN 2526-4729

Faculdade Estácio do Pará (Estácio FAP)

Rua Municipalidade, 839 - Umarizal Belém – PA CEP: 66050-350

Tel: (91) 3198-1300

E-mail: revistapuca@gmail.com