Puçá: Revista de Comunicação e Cultura na Amazônia, Vol. 2, No 2 (2016)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

“Senhorita Andreza”: trajetória, sentidos e (re)construções no ciberespaço

Enderson Oliveira, Thiago Favacho

Resumo


Neste artigo analisamos a trajetória de Ariani Castro de Souza, ou simplesmente “Senhorita Andreza”, como ficou conhecida em Belém e região metropolitana, após um vídeo polêmico em que convida outras pessoas para uma possível festa, com consumo de bebidas e drogas. Posteriormente, a jovem se tornou “meme” na cidade e até mesmo candidata a vereadora nas eleições municipais de 2016. Partindo disto, analisamos ainda outros casos de suspeitos de crime que se tornaram memes na região: “Leona Vingativa” e “Alanzinho Maniçoba”. Tudo isto levando em conta as possibilidades de (re)construção que o ciberespaço proporciona e que podem ser discutidas através da Folksonomia.

 

PALAVRAS-CHAVE: Senhorita Andreza; Belém do Pará; Meme; Ciberespaço; Folksonomia.


Texto Completo: TEXTO COMPLETO

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Puçá: Revista de Comunicação e Cultura na Amazônia.

ISSN 2526-4729

Faculdade Estácio do Pará (Estácio FAP)

Rua Municipalidade, 839 - Umarizal Belém – PA CEP: 66050-350

Tel: (91) 3198-1300

E-mail: revistapuca@gmail.com