Puçá: Revista de Comunicação e Cultura na Amazônia, Vol. 6, No 2 (2020)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

AMAZÔNIA SEM FUNDO: ANÁLISE DE COBERTURA JORNALÍSTICA DO FUNDO AMAZÔNIA NO PORTAL G1

DIOGO MIRANDA, Leandro Carvalho

Resumo


Essa pesquisa irá abordar a histórica relação do jornalismo ambiental e os problemas relacionados ao meio ambiente. Além de mostrar a importância desta editoria. Porém, é subestimada como emergente o que possibilita uma desvalorização da temática na comunicação na Amazônia. Fatores que poderiam ser alterados se o jornalismo trabalhasse de forma efetiva, para vigiar entidades que são de suma importância para a preservação da Amazônia, como por exemplo, o Fundo Amazônia. Para analisar como ocorreu o processo de construção de informações relacionadas, sobre o Fundo Amazônia, essa pesquisa irá analisar por meio da metodologia de Análise de Cobertura Jornalística (SILVA E MAIA 2011), por meio das reportagens do Portal G1 de notícias da Globo, para constatar como foi feito a abordagem da editoria de meio ambiente. Foi concluído que o jornalismo ambiental ainda precisa exercer seu papel fundamental e sair do tradicionalismo do marketing verde jornalismo ambiental precisa exercer seu papel fundamental e sair do tradicionalismo como alguns autores destacam como marketing verde, para agregar com possibilidades de novos olhares jornalísticos aptos a apurar e produzir novos materiais de cunhos ambientais para que venha a somar com a identidade socioambiental da região amazônica.


Texto Completo: ARTIGO COMPLETO

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Puçá: Revista de Comunicação e Cultura na Amazônia.

ISSN 2526-4729

Faculdade Estácio do Pará (Estácio FAP)

Rua Municipalidade, 839 - Umarizal Belém – PA CEP: 66050-350

Tel: (91) 3198-1300

E-mail: revistapuca@gmail.com