Revista Multidisciplinar Pey Këyo Científico - ISSN 2525-8508, Vol. 1, No 1 (2015)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

POLÍTICAS DE FORMAÇÃO CONTINUADA: O DISCURSO SOBRE A QUALIFICAÇÃO DOCENTE E A VALORIZAÇÃO DO MAGISTÉRIO

Edlamar Oliveira dos Santos, José Batista Neto

Resumo



O texto discute a formação continuada de professores no âmbito das políticas educacionais implementadas no Brasil a partir da década de 1990, bem como as concepções e práticas que orientaram essa formação, bem como seus aspectos legais. Centramos a análise dos seguintes documentos: Lei de Diretrizes e Bases da Educação - LDB 9394/96, o Plano Nacional de Educação e no documento intitulado Orientações Gerais da Rede Nacional de Formação Continuada. Trata-se de um estudo de natureza bibliográfico-documental. O quadro de análise foi elaborado considerando os procedimentos da análise de conteúdo propostos por Bardin (1977). Esse processo deu-se a partir de dois níveis. No primeiro nível, identificamos a concepção de formação continuada expressada nos documentos selecionados. No segundo nível, a análise considerou elementos de similitudes e distanciamentos que perpassam os documentos. Pautados num discurso que associa a melhoria da qualidade do ensino a um processo de qualificação permanente do professor, os documentos analisados definiram princípios, concepções e diretrizes, para construção de uma política de formação e valorização do magistério. É possível afirmar que as medidas que venham a ser adotadas e que observem as orientações da concepção em análise podem denotar práticas formativas que pouco avançam em relação ao existente.


Texto Completo: PDF