Revista Mangaio Acadêmico, Vol. 1, No 2 (2016)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Hábito de leitura dos estudantes de turismo

Elziellen Hêmilie Evangelista de Araújo, Elídio Vanzella, Adriana Brambilla

Resumo


O hábito de ler prepara as pessoas para uma melhor compreensão do seu cotidiano, aprimorando sua comunicação, memória e aprendizado. A leitura é um hábito que deve ser incentivado, desenvolvido e preservado em todos os setores da sociedade como forma de assegurar o melhor desempenho das pessoas tanto em nível pessoal como em nível profissional. Discutir sobre o hábito de leitura é despertar a atenção para um assunto complexo, principalmente quando os envolvidos são estudantes da graduação. Diversos estudos evidenciam que esse costume deve ser iniciado desde a escolaridade básica, unindo os estímulos dos familiares com os dos professores. Neste contexto, o presente trabalho teve como objetivo principal conhecer os hábitos de leitura de estudantes de graduação do curso de turismo. Para a consecução deste objetivo realizou-se pesquisa bibliográfica e a aplicação de questionários junto aos estudantes de graduação de um curso de turismo da cidade de João Pessoa-PB. Os principais resultados demonstram que, no que se refere ao perfil dos inquiridos, a maioria é composta por mulheres (66,7 %) na faixa etária entre 18 a 25 anos, sendo que quase a totalidade dos entrevistados (95%) não possui outra graduação. Quanto ao hábito de leitura, quando questionados sobre a média dos livros lidos por ano, verificou-se que 38% leem entre dois a três livros, sendo o gênero mais lido o romance (53,7 %), seguido pela leitura dos livros acadêmicos (46,3%). Em função dos resultados obtidos, pode-se afirmar que os discentes do Curso de Bacharelado em Turismo em estudo possuem o hábito de ler, porém nota-se ainda que a maioria se limita à leitura exigida pelo professor e não busca outras fontes para embasar suas reflexões e pensamentos críticos. Percebe-se também que os discentes inquiridos foram incentivados a ler quando crianças pelos familiares e professores, mas atualmente avaliam como insuficiente o tempo de dedicação a essa prática, e consideram que um dos principais obstáculos é a falta de tempo, já que a maioria também trabalha ou faz estágios.

Texto Completo: PDF

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.