Revista Mangaio Acadêmico, Vol. 1, No 2 (2016)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Lei de Hooke na análise experimental do sistema massa-mola

Iury Alves de Menezes Brito, Tatiana Virna Freitas Souza, Francisco de Assis Gonçalves Junior, Luciano Nascimento, Anastasiia Melnyk

Resumo


Neste artigo, apresentamos as medidas efetuadas e as análises verificando a lei de Hooke num sistema massa-mola. Nesse trabalho revisamos a validade de uma lei da Física básica relacionada à elasticidade dos corpos, denominada Lei de Hooke, que afirma que a deformação de um corpo é proporcional à força aplicada.  Para tanto utilizamos uma régua para medir os deslocamentos de ponto de referência fixos em duas molas de materiais distintos sobre as quais aplicamos a carga de diferentes massas. Registrando as forças peso, calculadas teoricamente a partir das massas, e comparando-as com os deslocamentos das molas em relação a suas posições de repouso verificamos graficamente que ajustes lineares feitos para os dados de cada mola representam satisfatoriamente as observações, com variações inferiores a 5%. Desses ajustes obtivemos as constantes das molas observadas como sendo kp = (2.12 ± 0.05) N/m para a mola plástica e km = (4.32 ± 0.06) N/m para mola metálica, com limites de linearidade confiáveis para deslocamentos entre 0 a (27.2 ± 0.8) cm e 0 e (29.3 ± 0.7) cm respectivamente.

Texto Completo: PDF

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.