Juris Poiesis, Vol. 21, No 25 (2018)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Sociedade de consumo e demanda por energia elétrica: construção de hidrelétricas no rio Uruguai como reflexo do consumismo. DOI 10.5935/2448-0517.20180006

Mateus de Oliveira Fornasier, Marcele Scapin Rogerio

Resumo


Este artigo objetiva, em linhas gerais, apresentar como o consumismo estimula a aquisição de bens em proporções insaciáveis, o que induz a produção e a disposição de bens, produtos e mercadorias individuais e coletivos, bem como relatar as transformações sociais ocorridas a partir do século XX influenciadas pela sociedade de consumo e o fomento ao setor energético para abastecer o ramo produtivo e atender o desejo, cada vez mais específico e supérfluo, das pessoas. A hipótese apontada é a de que o consumo incita a demanda por energia elétrica, o que promove a adequação das políticas públicas a fim de investir em recursos para a geração de eletricidade, sendo a construção de hidrelétricas no Rio Uruguai uma alternativa apresentada como viável (mesmo com todas as implicações socioambientais que apresenta). Objetivos específicos: i) descrever como o consumo tem incitado a disposição de bens, produtos e mercadorias individuais e coletivos; ii) analisar as políticas públicas referentes à produção de energia elétrica no Brasil; iii) descrever historicamente a construção de hidrelétricas no Rio Uruguai. Metodologia: método de pesquisa hipotético-dedutivo, com abordagem monográfica de viés qualitativo, e técnica de pesquisa bibliográfica-documental.


Texto Completo: PDF

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.