Igualitária: Revista do Curso de História da Estácio BH, Vol. 2, No 12 (2018)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

A arte do Kitsch na obra Rocambole, de Ponson du Terrail

Gleyzer Omar Almeida Ferreira

Resumo


O objetivo de nosso trabalho é compreender e analisar a forma com que Ponson du Terrail escreve e desenvolve a narrativa de seu romance de maior sucesso, Rocambole, que foi consumido de forma massificada no período em que foi escrito, de 1857 a 1870. Compreender como o autor desenvolve a trama de forma a atrair e fixar o interesse do público leitor.A partir de uma narrativa de fácil entendimento e sempre modelando os sentimentos do leitor conforme a cena e o personagem,Ponson conseguefazer com que um leitor desatento possa compreender facilmente o que se passa na história. Esses elementos, incluindo o fato de que PonsonduTerrail escrevia suas obras com o objetivo de obter lucro, caracterizam seus romances de folhetim como Kitsch.


Texto Completo: PDF

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Igualitária: Revista do Curso de História da Estácio BH © 2012 Todos os direitos reservados.