Gestão Contemporânea, Vol. 11, No 1 (2021)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

INFLUÊNCIA DOS ATIVOS INTANGÍVEIS NAS VARIÁVEIS FINANCEIRAS DE EMPRESAS DO BRASIL, CHILE E MÉXICO

Eduarda de Quadros Copatti, Mateus Antonio de Oliveira, Larissa Degenhart, Vinícius Costa da Silva Zonatto, Luiz Henrique Figueira Marquezan

Resumo


Esta pesquisa objetivou analisar a influência dos ativos intangíveis nas variáveis financeiras de empresas do Brasil, Chile e México no período de 2013 a 2017. A amostra compreendeu 176 empresas do Brasil, 112 do Chile e 72 do México. A pesquisa caracteriza-se como descritiva, documental e quantitativa por meio da utilização da regressão de dados em painel. Os resultados revelaram que no geral, há uma relação positiva entre os investimentos em ativos intangíveis (AI) e o patrimônio líquido, receita de vendas e valor de mercado. Já em relação ao lucro específico da firma, esta relação apresentou-se negativa. Estima-se que os investimentos em AI e as variáveis de controle, explicam 41,69%, 48,05% e 11,05% o patrimônio líquido do Brasil, Chile e México. Na sequência, os investimentos em AI e variáveis de controle explicam 27,83% a receita líquida de vendas do Brasil e 52,94% das empresas do Chile. Posteriormente, os investimentos em AI e variáveis de controle explicam apenas 3,13% e 4,65% o valor de mercado das empresas do Brasil e México. Constatou-se que apenas nas empresas brasileiras os investimentos em AI explicam o lucro específico da firma. Conclui-se que os investimentos em AI proporcionam para as empresas dos países analisados um aumento do patrimônio líquido, receita de vendas, valorização das ações, configurando-se como recursos estratégicos que visam melhorar a vantagem competitiva. Estes resultados contribuem para com os acionistas, gerentes, formuladores de políticas e investidores, pois enriquecem a visão da importância dos AI para o aumento dos resultados das variáveis financeiras.


Texto Completo: PDF