Gestão Contemporânea, Vol. 11, No 1 (2021)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

CONTABILIDADE PÚBLICA: AUDITORIA INTERNA E AS DIFICULDADES NO GERENCIAMENTO DE ROTINAS NO SETOR FINANCEIRO

Carlos Rowttymann Xavier Lima, Dawan Mateus Jesus de Alinito, Juliana dos Santos, Sheila Cristiane Alves Torres, Diego Silva Souza

Resumo


Este artigo discutiu sobre auditoria interna e as rotinas do setor financeiro. O objetivo principal foi pesquisar as dificuldades da gestão financeira de um órgão público, provenientes de problemas de rotina do Sistema I-GESP e atuação da auditoria interna. Para tanto, se propôs a pesquisar sobre contabilidade financeira pública; a caracterizar o Sistema I-GESP; e a definir e caracterizar a licitação e auditoria interna. Consistiu em um estudo bibliográfico, composto de materiais datados dos últimos cinco anos. Foi constatado que as dificuldades acarretadas por falhas nos processos licitatórios impedem que o setor financeiro possa prosseguir com seu trâmite normal. Dentre os erros nos processos licitatórios, destacaram-se: as dificuldades para a solicitação do empenho, para a elaboração do código de licitação e para o encaminhamento do empenho para ser assinado pelo secretário (a), para que o mesmo tome ciência das despesas geradas. Sem assinatura deste, o empenho não é enviado ao fornecedor, consequentemente, não há recebimento da nota fiscal, nem pagamento. Portanto, afeta o fechamento das contas do mês.


Texto Completo: PDF