Vol. 1, No 14 (2017)

EDITORIAL

 

Michel Foucault, em seu livro “A ordem do discurso”, nos diz que o discurso é uma forma de poder, pois ele possui uma  força de persuasão e ao mesmo tempo  uma autonomia em si mesmo. Na verdade, Foucault afirma que, depois do discurso elaborado, o autor praticamente perde seu domínio sobre ele, pois quando o leitor circula dentro do discurso e descobre algo que o autor não teve a real intenção de escrever, nem mesmo está na sua consciência, isso mostra como o discurso é independente e possui bem mais do que imaginamos. A fala de Foucault é assustadora e ao mesmo tempo confortadora. Assusta, pois quando escrevemos, sempre acreditamos que imprimimos no texto somente aquilo que desejamos, excluindo, rigorosamente, as coisas que não desejamos, mas também, sua posição é um conforto, pois é possível ao autor conceber duas coisas: primeiro somos responsáveis pelo que realmente pensamos em dizer e que os leitores compreendem, mas não somos responsáveis pelo que a sabedoria e subjetividade dos leitores forem capazes de extrair do texto. A consciência de Foucault é tão forte em relação a questão da independência do texto que em uma entrevista alguém perguntou a ele se não lhe incomodava alguém dizer alguma coisa sobre um texto seu, que ele não disse, Foucault respondeu que não, pois se a pessoa achou isso significa que no texto tinha isso. A reflexão acima serve de fundamentação para a apresentação da 14º edição da e-Revista FACITEC, pois apresentamos nessa edição um conjunto de trabalhos que foram submetidos ao IX Seminário de Pesquisa da Estácio em 2017. Os autores, em sua liberdade de pesquisadores, mergulharam em diversos desafios para contribuírem com a construção do saber científico. Dessa forma, contamos com um leque de fundamentos que são convicções de vários pesquisadores, mas que estão abertos, também, a subjetividade dos leitores. Evidentemente que Foucault considera que a leitura dentro da nossa subjetividade não é uma leitura leviana ou sem propósito, baseada em um grande “achismo”, mas uma leitura afinada e orientada pelo cabedal de conhecimentos que cada bom leitor leva para a interpretação dos textos lidos. A 14º edição consta de seis trabalhos: reflexão crítica sobre os caminhos que teve no Rio de Janeiro o Programa Especial de Educação (PEE); proposta apoiada no projeto de Anísio Teixeira sobre a escola de horário integral; proposta que trata da questão da Alienação Parental, uma situação que entra na vida dos filhos mediante a separação dos seus pais. Uma terceira reflexão é sobre o Projeto Cegonha Carioca, atividade realizada junto as gestantes no Município do Rio de Janeiro. A análise demonstra o grande beneficio que o projeto tem aportado à saúde mental das gestantes. Uma quarta reflexão é sobre o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. Segundo a análise, cerca de 3% a 7% das crianças são identificados com tais sintomas. Em outra reflexão temos uma análise da realidade do homem dentro da sociedade, análise que mostra o homem como centro de vários objetivos, produzindo nele uma pressão que pode acarretar em situações como a depressão. Outra reflexão, como mesmo assinala a autora, trata-se de análise das: “estratégias de marketing digital das startups que participaram da área de Startups & Makers da Campus Party”. Todos os trabalhos são de grande qualidade e mexem com nossa curiosidade de busca de conhecimento e compreensão dos desafios que se apresentam para a nossa convivência social no mundo tecnológico contemporâneo. Boa leitura para todos.

ERNANDES REIS MARINHO

EDITOR

 

Sumário

Artigos

PROJETO CEGONHA CARIOCA: A HUMANIZAÇÃO NA ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO OBSTETRA NA SALA DE PARTO Resumo PDF
Nathalia Silva, Carolina Gusmão, Suelen Tinoco, Thais Coelho, Zilma Xavier
REFLEXÃO SOBRE O HOMEM NA SOCIEDADE ATUAL, A MORTE E A DEPRESSÃO INEXPLICÁVEL Resumo PDF
Husten Carvalho
Marketing para Startups: Um Estudo Sobre As Estratégias De Marketing Digital Utilizadas Pelas Startups Participantes da Campus Party1 Resumo PDF
Stephanie Taveira
ESCOLA DE HORÁRIO INTEGRAL – A ASPIRAÇÃO DE ANÍSIO TEIXEIRA PRE-SENTE NO PROGRAMA ESPECIAL DE EDUCAÇÃO (PEE) Resumo PDF
Jorge Arantes
AVALIAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA DE UNIVERSITÁRIOS COM QUEIXAS DE DESATENÇÃO: UM ESTUDO DE CASO Resumo PDF
Lucas Santos, Cecília Oliveira, Flávia Pereira
A PRESENÇA DOS IDEAIS DE ANÍSIO TEIXEIRA NO PROGRAMA ESPECIAL DE EDUCAÇÃO (PEE) Resumo PDF
Jorge Arantes
SÍNDROME DA ALIENAÇÃO PARENTAL EM DECORRÊNCIA DE SEPARAÇÕES JUDICIAIS NO DIREITO CIVIL BRASILEIRO Resumo PDF
Antonio Carlos Souza, Káritta Emylle Sousa