SAPIENTIA – Revista de Direito do Centro Universitário Estácio de Sá de Belo Horizonte, Vol. 2, No 1 (2014)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

A MEDIAÇÃO FAMILIAR NA TRANSFORMAÇÃO DOS CONFLITOS PARENTAIS E CONJUGAIS

Luciana Maria Reis Moreira

Resumo


O presente artigo parte da reflexão sobre um comportamento de familiares que transformam o convívio familiar em litígios intermináveis. Surge como sugestão a uma melhoria aos métodos de composição dos conflitos, a utilização da mediação familiar, justamente porque esta confere às partes a capacidade de estabelecerem, por si mesmos,entendimentos mútuos nas questões que se referem aos filhos, de modo a preservar as relações parentais.A mediação é o procedimento mais humanizado no terreno angustioso dos conflitos. Integra uma das formas mais eficazes como meio alternativo de solução de conflitos relacionados aos problemas que envolvem o liame entre a conjugalidade e a parentalidade.


Texto Completo: PDF