Revista Ciência (In) Cena, No 7 (2018)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

A PSICOTERAPIA DE GRUPO NO ATENDIMENTO A DEPENDENTES QUÍMICOS - RELATO DE EXPERIÊNCIA EM UM PROJETO SOCIAL

Martha Luciene Nogueira Barros Dantas, Jeiel Silva Dantas, Gessé de Souza Silva

Resumo


O artigo trata do relato de experiência de dois estagiários de psicologia, tendo como base a Teoria psicanalítica freudiana, os quais realizam atendimento supervisionado em uma ONG, que atua com assistência social à população em situação de rua e vulnerabilidade, no Centro de Salvador. Narra-se a dinâmica de atendimento coletivo a dependentes químicos, usuários de álcool e outras drogas de abuso, em uma prática de Psicoterapia de Grupo, entre os anos de 2016 e 2017. A ONG em estudo visa o acolhimento desses  indivíduos; tendo como mote dar o suporte na busca dos vínculos sociais e afetivos, o respeito a si e ao próximo. A atuação ocupa-se em tempo de fala e escuta, na percepção de mudanças psicológicas, obtidas dos relatos coletados e de modificações atitudinais ao longo do processo terapêutico. A partir daí são expostos os ganhos da Psicoterapia de Grupo e seus efeitos sobre dependentes químicos em um serviço de caráter voluntário, voltado para atendimento gratuito, sem fins lucrativos, aos vulneráveis sociais e principalmente pessoas em situação de adicção. Durante a permanência na Psicoterapia de Grupo é patente o êxito dos que aderem ao tratamento e tornam-se sujeitos da sua superação, como eles próprios narram. Palavras-chave: Psicoterapia de Grupo, adicção, voluntariado, dependência química.

Texto Completo: PDF