Revista Ciência (In) Cena, No 3 (2016)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

HIPO E HIPERSEGMENTAÇÃO: INDICATIVOS DE UM TESTE DE SONDAGEM NO I SEGMENTO DA EJA

Rebeca Cerqueira Andrade de Alcântara

Resumo


Neste estudo tem-se como objeto a segmentação não convencional da palavra, na escrita de estudantes do 1º Segmento da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Buscou-se analisá-la bem como identificar as hipóteses que esses estudantes utilizam quando fazem uma hipossegmentação (juntar palavras como uma só) ou uma hipersegmentação (separar uma palavra em partes menores). A tese defendida é que são dois critérios que favorecem a escrita das palavras não convencionais: critérios linguísticos (aspectos fonético, morfológico, sintático e semântico) e extralinguísticos (as idiossincrasias de cada sujeito escrevente). Utilizou-se metodologia qualitativa, com uso do método indiciário (GINZBURG, 1989) em busca de singularidades nas produções escritas analisadas, bem como buscou-se observar as regularidades deste objeto. Concluiu-se que a segmentação não convencional é um fenômeno linguístico comum no início da aquisição da escrita de jovens e adultos da EJA, porém não ocorre aleatoriamente, tanto que pôde-se observar a atuação de critérios linguísticos e extralinguísticos indicando os caminhos que levam o escrevente a segmentar suas palavras fora da convenção.

Texto Completo: PDF

INDEXADORES: