Revista Ciência e Sociedade, Vol. 1, No 1 (2016)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

USO DA ESCALA DE EDINBURGH PELO ENFERMEIRO NA IDENTIFICAÇÃO DA DEPRESSÃO PÓS PARTO: REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

Lidiane Reis Rodrigues, Janner Richarlison de Moraes Alfaia

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi analisar o uso da Escala de Edinburgh pelo enfermeiro na identificação da Depressão Pós-Parto. Trata-se de uma revisão integrativa de literatura, apresentando artigos entre 2009-2015. A DPP é considerada um problema de saúde, podendo ser detectado através da escala Edinburgh devido à facilidade, rapidez de aplicação e baixo custo, podendo ser usado por qualquer profissional de saúde. A Escala de Edinburgh pontua a presença ou intensidade dos sintomas, tais como: humor deprimido ou disfórico, ideação suicida, entre outros, são os sintomas mais comuns de depressão. O interesse por este estudo se deu a partir das pesquisas realizadas na biblioteca virtual da saúde sobre estudos que relatavam o rastreamento da Depressão Pós-Parto (DPP), sendo que a maioria dos estudos enfatiza a utilização da Escala de Edinburgh. No âmbito profissional o enfermeiro prestar assistência desde o início do pré-natal até a consulta de puerpério, promovendo bem  estar materno/Recém-nascido, acompanhando as mudanças fisiopsicológicas da mãe, a evolução do desenvolvimento fetal, identificando os fatores de risco e sintomas sugestivos de Depressão, através da Escala de Edinburgh usada pelo enfermeiro. Foram estabelecidas as bases de dados, as palavras de pesquisa, assim como critérios de seleção para definir quais as fontes condizentes para a etapa seguinte. O levantamento bibliográfico foi realizado na internet, no sítio da Biblioteca Virtual SCIELO e    LILACS que é um índice bibliográfico da literatura relativa ás Ciências da Saúde. Os artigos mostraram que a DPP afeta uma em cada oito mulheres no período pós-parto e pode ter consequências adversas para a mãe, bebê e sua família, pois constatou-se que a DPP é resultado da adaptação psicológica, social e cultural imprópria da mulher frente à maternidade.

 

 


Texto Completo: PDF

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Faculdade Estácio de Macapá, Av. Ver. José Tupinambá, n. 1223. Jesus de Nazaré. CEP: 68908-126. Macapá-AP.